Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

25 de Abril sempre

Fascismo nunca mais!

 

1º de Maio de 1974, Lisboa

Buraco tapado por Citadina às 12:57
Link do post | Tapa também
7 comentários:
De Observador a 24 de Abril de 2009 às 16:05
Fascismo nunca mais.
É esse o nosso querer.
Mas eles andam aí.
Esses, sim, os fascistas.
Uns que nunca deixaram de o ser. Outros, aprenderam a lição no facilitismo e, mais requintados, vão enchendo.
Fascismo nunca mais? Oxalá!!!
De Citadina a 24 de Abril de 2009 às 16:47
Sim, oxalá! Uma das contribuições essenciais para isso é não deixar a memória morrer, não deixar cair no esquecimento os horrores do fascismo. Mesmo que seja só através de um singelo post como este.
Obrigada pelo teu comentário e feliz 25 de Abril! :)
De Cosmopolita a 25 de Abril de 2009 às 17:42
Não passarão! Nunca mais! E olha que nunca estivemos tão perto disso como com este Sócrates!
De Dantins a 28 de Abril de 2009 às 00:24
Eu estive presente no 1.º de Maio de 1974, infelizmente não guardo na memória porque só tinha 3 anos, mas é algo de que me orgulho!

Hoje, continuo a sair à rua para me manifestar nesse mesmo dia, mas já por iniciativa própria :)

É importante que lutemos por aquilo que acreditamos a reinvidicarmos, afinal foi isso que o 25 de Abril nos deu: a liberdade de lutarmos pelo que acreditamos!

Viva o 25 de Abril!


De Citadina a 28 de Abril de 2009 às 12:21
VIVAA!!
De Duca a 28 de Abril de 2009 às 11:36
Sem dúvida, mas eu prefiro o slogan: Ditadura Nunca Mais.

É que não gosto nada de ditaduras tenham elas a cor que tiverem.

Beijos
De Citadina a 28 de Abril de 2009 às 12:22
Justo.
Beijo!

Comentar post

Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
25
26
27

Posts por autora

Pesquisa no blog

Subscrever feeds

Outras ruas

Arquivo

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Tags

a vida dos outros(31)

açores e madeira(7)

ambiente e oceanos(21)

aniversários(19)

artes(6)

autarquias(12)

auto-recriações(24)

autores(7)

bem-estar(11)

blogs(73)

capitalismo(8)

catástrofes(4)

charlatonices(2)

cidadania(14)

ciências(3)

cinema(18)

citações(38)

clima(7)

condomínio(2)

curiosidades(26)

democracia(32)

desemprego(13)

desporto(22)

dilectos comentadores(5)

direitos humanos(11)

direitos liberdades e garantias(39)

e-mail e internet(6)

economia(27)

educação(8)

eleições(14)

emigração(5)

empresas(3)

estados de espírito(60)

europa(2)

eventos(33)

excertos da memória(24)

fascismo(9)

férias(25)

festividades(29)

fotografia(12)

gatos(10)

gestão do blog(15)

gourmet(3)

grandes tentações(11)

hipocrisia(3)

homens(6)

homofobia(17)

humanidade(8)

humor(24)

igualdade(20)

impostos(5)

infância(7)

insónia(6)

int(r)agável(25)

intimismos(38)

ivg(17)

justiça(17)

legislação(17)

lgbt(71)

liberdade de expressão(13)

língua portuguesa(7)

lisboa(27)

livros e literatura(21)

machismo(3)

mau gosto(8)

media(3)

mulheres(17)

música(35)

noite(5)

notícias(22)

óbitos(5)

países estrangeiros(19)

personalidades(9)

pesadelos(5)

petróleo(4)

poesia(9)

política(86)

política internacional(30)

por qué no te callas?(9)

portugal(31)

publicações(6)

publicidade(9)

quizes(8)

redes sociais virtuais(9)

reflexões(58)

religião(19)

saúde(6)

ser-se humano(15)

sexualidade(9)

sinais dos tempos(8)

sociedade(45)

sonhos(6)

televisão(23)

terrorismo(4)

trabalho(20)

transportes(7)

viagens(19)

vícios(13)

vida conjugal(17)

violência(4)

todas as tags

Quem nos cita