Segunda-feira, 20 de Julho de 2009

O planeta azul

A minhã avó materna tinha um sonho. Nascida em 1911, assistiu pela televisão à alunagem da Apollo 11, cujos 40 anos se comemoram hoje, e ficou fascinada com as fotografias da Terra vista do espaço. Ouvi-a dizer várias vezes que não havia coisa mais linda. O seu sonho era fazer uma viagem espacial, para ver com os seus próprios olhos a magnificência do planeta azul. Daqui a poucos dias terão passado doze anos desde o seu falecimento, mas sei que hoje teria um prazer especial em ver os telejornais para assistir mais uma vez às imagens que tanto a fascinavam. Eu estarei a ver por ela.

Buraco tapado por Citadina às 13:50
Link do post | Tapa também
10 comentários:
De Lar de Idosos Lisboa a 21 de Julho de 2009 às 15:07
Também acho muito lindas as fotos do nosso planeta azul. É pena que por este andar não vá ficar azul por muito tempo ...
De Citadina a 21 de Julho de 2009 às 15:49
Sábias palavras. Toca a fazermos todos a nossa pequena parte para evitar a perda de cor, a união faz a força! :)
De ferónica a 22 de Julho de 2009 às 09:30
Olá!
O teu post faz-me lembrar de a canção que o caetano veloso fez, quando estava preso e viu pela prmeira vez uma foto da terra vista do espaço. É uma das minhas preferidas: Terra.
Naturalmente, fez-me lembrar também da minha avó que também ja faleceu e que ao contrário da tua, não se deslumbrava muito com estas coisas. Dizia ela que se continuam assim ainda "dão cabo disto tudo". Acho que ambas estavam certas.
beijinhos
De Citadina a 22 de Julho de 2009 às 16:11
Acho que sim, que ambas estavam certas.
Beijinhos!
De Anónimo a 23 de Julho de 2009 às 11:14
A minha Avó não sei mas, a minha Mãe ainda hoje não acredita nesse feito... tem 81 anos
De Citadina a 23 de Julho de 2009 às 13:25
Pois, conheço a "corrente" de contestação. :)
Mas há evidências claramente sustentadas de que eles andaram mesmo sobre a Lua... valha isso o que valer...
De Tulipa a 23 de Julho de 2009 às 23:26
E dizia que não se importava de já não voltar da viagem de "foguetão" porque "era o único meio de transporte em que ainda não tinha andado"...
De Citadina a 24 de Julho de 2009 às 11:50
Pois dizia, já não me lembrava! :)
De Helena Marques a 27 de Julho de 2009 às 16:53
Olá,
eu estava a fazer os meus dez anos quando se deu a alunagem e o Neil Amstrong pôs o pé na Lua, às cino e meia da madrugada do dia 20 de Julho de 1969.
A minha avó dizia-nos assim: isso é tudo mentira, eles estão é na Serra da Estrela.
Nós riamos, excitados por aquela aventura da humanidade.
De Citadina a 28 de Julho de 2009 às 10:10
Estou aver que a minha avó era uma excepção, porque sempre acreditou.

Comentar post

Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
25
26
27

Posts por autora

Pesquisa no blog

Subscrever feeds

Outras ruas

Arquivo

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Tags

a vida dos outros(31)

açores e madeira(7)

ambiente e oceanos(21)

aniversários(19)

artes(6)

autarquias(12)

auto-recriações(24)

autores(7)

bem-estar(11)

blogs(73)

capitalismo(8)

catástrofes(4)

charlatonices(2)

cidadania(14)

ciências(3)

cinema(18)

citações(38)

clima(7)

condomínio(2)

curiosidades(26)

democracia(32)

desemprego(13)

desporto(22)

dilectos comentadores(5)

direitos humanos(11)

direitos liberdades e garantias(39)

e-mail e internet(6)

economia(27)

educação(8)

eleições(14)

emigração(5)

empresas(3)

estados de espírito(60)

europa(2)

eventos(33)

excertos da memória(24)

fascismo(9)

férias(25)

festividades(29)

fotografia(12)

gatos(10)

gestão do blog(15)

gourmet(3)

grandes tentações(11)

hipocrisia(3)

homens(6)

homofobia(17)

humanidade(8)

humor(24)

igualdade(20)

impostos(5)

infância(7)

insónia(6)

int(r)agável(25)

intimismos(38)

ivg(17)

justiça(17)

legislação(17)

lgbt(71)

liberdade de expressão(13)

língua portuguesa(7)

lisboa(27)

livros e literatura(21)

machismo(3)

mau gosto(8)

media(3)

mulheres(17)

música(35)

noite(5)

notícias(22)

óbitos(5)

países estrangeiros(19)

personalidades(9)

pesadelos(5)

petróleo(4)

poesia(9)

política(86)

política internacional(30)

por qué no te callas?(9)

portugal(31)

publicações(6)

publicidade(9)

quizes(8)

redes sociais virtuais(9)

reflexões(58)

religião(19)

saúde(6)

ser-se humano(15)

sexualidade(9)

sinais dos tempos(8)

sociedade(45)

sonhos(6)

televisão(23)

terrorismo(4)

trabalho(20)

transportes(7)

viagens(19)

vícios(13)

vida conjugal(17)

violência(4)

todas as tags

Quem nos cita