Quarta-feira, 12 de Agosto de 2009

Aos incomodativos das praias

Falo de vós, estafermos, que vos dais ao trabalho de andar pela praia fora, quilómetros se preciso for, até ao reduto daqueles que não querem ser incomodados pelas vossas músicas, pelos vossos toques incessantes de telemóvel, pelas vossas conversas idiotas, pelos vossos cães a cagar-lhes e mijar-lhes no trajecto da toalha até ao mar, pelas vossas bolas de futebol e raquetes de madeira, pelas vossas canas de pesca e toda a parafernália que carregais com as vossas tristes existências veraneantes.
Dais-vos ao trabalho de vir tão longe para depois vos instalardes a dez metros de mim?! Sentis-vos sozinhos? Não vos digo para comprar um cão visto que já os tendes aos montes, mas digo-vos que vos fodeis e que fiqueis em casa para tal, ou então que andem mais cinquenta metros ou até que não consigais distinguir a cor do meu biquíni, devolvendo desse simpático modo o desprezo que vos voto. A praia é de todos o caralho. Este bocado é meu.

Tags:
Buraco tapado por Citadina às 22:59
Link do post | Tapa também
6 comentários:
De Duca a 13 de Agosto de 2009 às 11:37
É por esse motivo que raramente ponho o pé na praia, excepto quando ela está ali a meia dúzia de metros de casa (para me poder vir embora rapidamente se estiver cheia de alarves), como a deliciosa semana que fiz em finais de Julho na Manta Rota. Surpreendentemente, havia pouca gente e as que lá estavam tinham noção de civismo e não chateavam ninguém.
Para apanhar filas de trânsito e depois levar com a bimbalhada, prefiro ficar em casa.
De Cosmopolita a 13 de Agosto de 2009 às 17:28
Falou e disse! E eu não teria dito melhor!!!
De Cosmopolita a 14 de Agosto de 2009 às 13:17
Esqueci-me meu amor, que já tínhamos feito um post (pelo menos) sobre esses porcos nojentos, post esse documentado por fotografias, como podes ver aqui http://azinhagadacidade.blogs.sapo.pt/83967.html

Lembro-me ainda de ter procurado os regulamentos que pudessem existir sobre isso e eles lá estão, num placard na praia, a dizer que tudo o que referes neste post é proibido.

Mas quem fiscaliza as praias? Quem impede o acesso ou multa estes anormais?
De Avidni a 15 de Agosto de 2009 às 01:12
Aahahahhhaaahhh
É por causa de posts como este (e não só, é certo :) como também eheheheh)que eu adoro este vosso blogue!!!
Tem toda a razão. Falou e disse! E quem fala assim não é gaga!!
De WL a 24 de Agosto de 2009 às 05:37
AVÉ!!
De Jo a 28 de Agosto de 2009 às 12:15
epa! adorei ! :) hilariante e verdadeiro ...

Comentar post

Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
25
26
27

Posts por autora

Pesquisa no blog

Subscrever feeds

Outras ruas

Arquivo

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Tags

a vida dos outros(31)

açores e madeira(7)

ambiente e oceanos(21)

aniversários(19)

artes(6)

autarquias(12)

auto-recriações(24)

autores(7)

bem-estar(11)

blogs(73)

capitalismo(8)

catástrofes(4)

charlatonices(2)

cidadania(14)

ciências(3)

cinema(18)

citações(38)

clima(7)

condomínio(2)

curiosidades(26)

democracia(32)

desemprego(13)

desporto(22)

dilectos comentadores(5)

direitos humanos(11)

direitos liberdades e garantias(39)

e-mail e internet(6)

economia(27)

educação(8)

eleições(14)

emigração(5)

empresas(3)

estados de espírito(60)

europa(2)

eventos(33)

excertos da memória(24)

fascismo(9)

férias(25)

festividades(29)

fotografia(12)

gatos(10)

gestão do blog(15)

gourmet(3)

grandes tentações(11)

hipocrisia(3)

homens(6)

homofobia(17)

humanidade(8)

humor(24)

igualdade(20)

impostos(5)

infância(7)

insónia(6)

int(r)agável(25)

intimismos(38)

ivg(17)

justiça(17)

legislação(17)

lgbt(71)

liberdade de expressão(13)

língua portuguesa(7)

lisboa(27)

livros e literatura(21)

machismo(3)

mau gosto(8)

media(3)

mulheres(17)

música(35)

noite(5)

notícias(22)

óbitos(5)

países estrangeiros(19)

personalidades(9)

pesadelos(5)

petróleo(4)

poesia(9)

política(86)

política internacional(30)

por qué no te callas?(9)

portugal(31)

publicações(6)

publicidade(9)

quizes(8)

redes sociais virtuais(9)

reflexões(58)

religião(19)

saúde(6)

ser-se humano(15)

sexualidade(9)

sinais dos tempos(8)

sociedade(45)

sonhos(6)

televisão(23)

terrorismo(4)

trabalho(20)

transportes(7)

viagens(19)

vícios(13)

vida conjugal(17)

violência(4)

todas as tags

Quem nos cita