Segunda-feira, 29 de Setembro de 2008

Lesboa - II Aniversário

 

Em honra do futuro chumbo parlamentar do próximo dia 10 de Outubro, uma possível leitura política para dress-code branco é haver muita gente que se quer casar e não pode, embora a cor da virgindade ali, seja simbólica, mesmo SÓ simbólica...

Por mim espero que a festa se cubra de todo o espectro de tonalidades e brilho porque a Lesboa está, mais uma vez, de parabéns!

É já na próxima 6ª feira, no belíssimo Pavilhão de Exposições do ISA.

Buraco tapado por Citadina às 14:29
Link do post | Tapa também
Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008

Sugestão de fim de semana

(Clicando na imagem pode acrescentar o seu à lista de nomes para protestar junto do Governo.)

Buraco tapado por Citadina às 14:49
Link do post | Tapa também
Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Estão a ver a chalaça?!

Não acham giro este argumento de que os partidos na oposição devem ser muito bem comportadinhos e subservientes às maiorias absolutas, só votando projectos de lei e debatendo assuntos "fracturantes" no Parlamento quando as tais maiorias acharem que é oportuno, porque senão são acusados de oportunismo político? Não é fixe?!

Buraco tapado por Citadina às 12:28
Link do post | Tapa também | Ver comentários (2)
Quinta-feira, 18 de Setembro de 2008

Não há surpresas no centrão

O PS anunciou que irá impor a disciplina de voto e chumbar os projectos de lei do BE e d'Os Verdes para a igualdade no acesso ao casamento civil, a serem discutidos na Assembleia da República no próximo dia 10 de Outubro.

Para mim nem chega a ser uma desilusão. Nunca esperei nada de bom deste Governo, não era agora que ia começar. Sócrates não é nem nunca será corajoso como Zapatero. Não. Sócrates só há-de avançar, e mesmo assim, apenas com uma figura jurídica manhosa que não tenha nada  a ver com verdadeira igualdade, quando e só quando achar que já não tem nada a perder, ou seja, durante a próxima legislatura.

Dessa forma, e com essa promessa no ar, capitaliza os votos dos homossexuais que, na esperança de finalmente alcançarem um tratamento dignificante, tenderão a votar PS; fica na história como um humanista defensor dos direitos de igualdade; e não perde a face (nem os apoios) perante as franjas conservadoras do PS antes das próximas eleições.

Só vantagens, à nossa custa. À custa de assobiar para o lado perante a discriminação. À custa de manipular as vidas das pessoas em seu proveito político. Pensem nisto quando forem votar.

Buraco tapado por Citadina às 13:47
Link do post | Tapa também | Ver comentários (13)
Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008

So what?...

Líder da JSD alerta que casamento entre homossexuais «abre a porta à adopção»

Buraco tapado por Citadina às 17:33
Link do post | Tapa também | Ver comentários (3)

Ai, a vida, a vida...

Às vezes a vida é só chatices, entraves, dificuldades, injustiças, desequilíbrio, agressões, descontrolo, indecências, irritações, desencontros, mal-entendidos, revolta, cansaço. Até aqui nada de extraordinário. Que esses estados durem mais de um ano é que já é tramado. Mas vá, acontece.

Que aconteça aos trinta é relativamente comum nos dias de hoje. Que aconteça aos cinquenta, quando o mestrado já nos devia ter posto há muito num lugar ao sol, quando a vida profissional já devia estar mais que estabilizada, quando os direitos sociais já deviam estar garantidos por anos e anos de descontos e quando a paz e a qualidade de vida deviam ser dados adquiridos, é simplesmente a prova cabal de que a meritocracia na nossa sociedade não passa de uma piada de mau gosto.

Buraco tapado por Citadina às 10:50
Link do post | Tapa também | Ver comentários (6)
Segunda-feira, 15 de Setembro de 2008

Gostar de mulheres

Parque da Bela Vista, Lisboa, 14-09-2008

Buraco tapado por Citadina às 16:45
Link do post | Tapa também | Ver comentários (4)
Sexta-feira, 12 de Setembro de 2008

À beira de uma 3ª Guerra Mundial?

Na entrevista que deu à ABC News Sarah Palin mostra quão mentirosa, manipuladora e perigosa é, utilizando sempre dois pesos e duas medidas, conforme lhe dá jeito. Não hesita sequer em pôr a hipótese de iniciar uma possível 3ª Guerra Mundial, admitindo declarar guerra à Rússia se a Geórgia voltar a ser invadida depois de entrar para a NATO! Segundo palavras suas "Temos que vigiar a Rússia. É inaceitável que a Rússia tenha invadido um país democrático mais pequeno, sem que tivesse havido qualquer provocação"...

No entanto, quando questionada sobre se pensava que os americanos tinham o direito de atravessar as fronteiras (através do Afeganistão para o Paquistão), com ou sem a aprovação do Governo do Paquistão, para perseguir terroristas que estejam na zona do Waziristan, respondeu "Acredito que a América tem de utilizar todas as opções de forma a impedir os terroristas que estejam infernalmente decididos a destruir a América e os seus aliados. Temos de ter todas as opções ali em cima da mesa."

 

Vale a pena lembrar que a decisão do presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili de atacar a capital da Ossétia do Sul, Tskhinvali, a 7 de Agosto deste ano, dia da abertura dos Jogos Olímpicos, depois da visita de Condoleeza Rice a Tbilissi, capital da Geórgia, na véspera do ataque, pode ter tido como objectivo duas coisas: reforçar a sua posição interna, debilitada pelo facto de, como presidente, não ter cumprido as suas promessas ao eleitorado georgiano (repressão, aquando do 2º mandato, de milhares de manifestantes que protestavam contra as fraudes eleitorais, corrupção, autoritarismo e desastre económico; mais de um terço da população viver abaixo da linha de pobreza; o desemprego oficial ser de 16% , quando na realidade é muito superior; a pensão mensal ser de cerca de 16 €; a actual legislação laboral permitir o despedimento dos trabalhadores sem justa causa, etc.) e forçar a adesão à NATO, proposta por Bush há meses atrás e recusada pelos parceiros europeus, contando para isso com o apoio dos EUA em caso de intervenção da Rússia. Se os aliados europeus tivessem concordado com a adesão da Géorgia à NATO, teriam então de ter declarado guerra à Rússia.

Segundo declarações na altura ao The Financial Times do vice-ministro da Defesa da Geórgia, Batu Kutelia, Tbilissi decidiu atacar Tskhinvali, não obstante o governo georgiano não dispôr de forças suficientes para enfrentar as consequências.
Também o embaixador norte-americano na Rússia, John Beierly declarou então ao diário russo Kommersant "Vemos que as tropas russas tiveram toda a razão ao responder ao ataque (do exército georgiano) contra as forças de manutenção da paz da Rússia na Ossétia do Sul".


A esta pergunta "Geórgia - A América pretende confrontar a Rússia?" feita neste post aqui, a resposta é dada por Sarah Palin: Sim, pretende. E pretende mais do que isso, pretende pôr a ferro e fogo toda a região do Médio Oriente e Ásia, incluindo o Irão, não se importando para isso, de envolver a Europa na guerra.

 

O que é irónico é que os EUA e a Europa critiquem o reconhecimento da independência da Ossétia do Sul e da Abecásia quando eles próprios reconheceram unilateralmente a independência do Kosovo, violando a Carta da ONU sobre a integridade territorial dos Estados e o princípio da inviolabilidade das suas fronteiras. E o que dizer sobre a benção dada pelos EUA e pela Europa à política externa de Israel relativamente à Palestina, Síria e Líbano? Para quando o retorno de Israel às suas fronteiras iniciais? Ou da invasão e destruição do Iraque pelos americanos à revelia das Nações Unidas? Disso ninguém fala, claro!

Buraco tapado por Cosmopolita às 15:42
Link do post | Tapa também | Ver comentários (5)

Publicidade a cerveja não tem que ser boçal #1

Buraco tapado por Citadina às 11:58
Link do post | Tapa também | Ver comentários (1)
Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

Manipulação ou estupidez?

Palavra de honra, mas se há algo que eu não consigo compreender é a forma como a maioria dos americanos pensa e age! Dá ideia de que assuntos tão sérios e determinantes para eles e para o mundo como as eleições para a presidência não passam de um gigantesco show business...
Se olharmos com atenção para os gráficos que representam as posições percentuais dos dois candidatos à Casa Branca em sondagens efectuadas a eleitores registados, podemos verificar que numa sondagem efectuada no dia 20 de Agosto pela CBS News/New York Times, mesmo antes das convenções políticas dos partidos democrático e republicano, Obama ultrapassava McCain por 3 pontos percentuais e, após a Convenção Democrática Nacional, numa votação efectuada pela CBS News, liderava por 8 pontos percentuais. Numa outra sondagem, efectuada já no fim de Agosto pela CBS News, os dois candidatos estavam tecnicamente empatados.

 

 2008 Presidential Election Horserace

Note: Registered voters

O candidato presidencial republicano nomeado, John McCain, ultrapassou pela 1ª vez o seu rival Barack Obama em 2 pontos percentuais, os quais estão dentro da margem de erro da votação, numa sondagem feita pela CBS News, efectuada 3 dias após o fim das convenções partidárias de nomeação dos candidatos, nomeadamente de Sarah Palin. Assim, no momento em que escrevo este post, McCain lidera por 46% contra os 44% de Obama.
Fonte: CBS News

Noutra sondagem feita pela Gallup, efectuada nos dias 4 a 6 de Setembro, após o fim da Convenção Nacional Republicana, McCain detinha já 48% das intenções de voto contra os 45% de Obama.

 


Fonte: Gallup Poll Daily tracking

Relativamente à guerra na Geórgia, Putin, o primeiro-ministro russo, em 29 de Agosto deste ano, acusou uma vez mais os EUA de ter provocado o conflito russo-georgiano para unir os eleitores à volta de "um dos candidatos à Casa Branca", referindo-se claramente ao republicano John McCain, promovendo assim o candidato do partido no poder, porque "só o partido no poder dispõe de tais recursos".
Faz-me lembrar o filme com o Dustin Hoffman "Mera Coincidência" (Wag the Dog), em que o presidente dos EUA, a poucos dias da eleição, se vê envolvido num escândalo sexual e, nessas circunstâncias, não vê muitas hipóteses de ser reeleito. Assim, um dos seus assessores entra em contacto com um produtor de Hollywood (Dustin Hoffman) para que este "invente" uma guerra na Albânia, a qual poderia ser resolvida pelo presidente em funções, além de ajudar assim a desviar a atenção pública para outro facto bem mais interessante para os eleitores.
Parece que Putin tinha razão!


Como diz Andrew Sullivan no seu artigo The Pavlov Party, referindo-se aos republicanos:
"They are a religious and cultural identity party, primed to rally to anything their leaders say and question nothing. That's why they're so dangerous.
They can do anything and defend it - invade a country on false pretensions, grind the military into extreme danger, trash the Geneva Conventions, expand government at a record pace, threaten war with Iran and Russia - and still say with a straight face that they are the party of national security, fiscal restraint, foreign policy wisdom and military pride. It doesn't matter what they do; these people believe in this cause because it is about God and America and their own identity. And when you have a major political party constructed like that, they can do anything. And they have."


Ou seja, apesar da atitude de Washington relativamente à destruição de Nova Orleães, da guerra no Iraque, do Afeganistão, da Geórgia, do aumento do desemprego e das hipotecas que fez que milhões de americanos perdessem as suas casas, da questão do (não) acesso à saúde, etc., a nomeação de Sarah Palin como candidata à vice-presidência pelo partido Republicano, apesar de tudo o que se sabe sobre esta tenebrosa, fanática, incompetente e perigosíssima mulher, catapultou a subida de McCain para a frente da corrida à presidência....


Onde está a consciência social, económica e política dos americanos? Onde é que a maioria deles tem a cabeça?

Buraco tapado por Cosmopolita às 17:57
Link do post | Tapa também | Ver comentários (9)

Ainda a propósito de Sarah Palin

É importante ilustrar as posições políticas desta mulher para se perceber quão perigosa ela é. Ainda por cima se considerarmos o risco de que ela venha a ter nas mãos as decisões sobre a política interna e externa dos EUA a médio-prazo, caso o Partido Republicano vença as eleições, dado que McCain é um homem idoso e muito doente.

 

Destaco aqui uma série de artigos interessantes a seu respeito, citados já por vários blogs em separado, que achei importante juntar para se perceber os interesses que ela, de facto, representa.

 

Sobre a conservação da natureza e defesa do ambiente:
De Palmira Silva do blog 5 Dias, no seu post Populismo e Tiros no Pé

"São bem conhecidas as posições anti-ciência de Palin, não só em relação à evolução mas também em relação à conservação da Natureza. Palin parece pensar que os cientistas não são de confiança, excepto se forem "cientistas" do "Big Oil". Aliás os ambientalistas apelidam Palin "killa from Wasilla." Se quiser ver porquê, siga este link."

 

Sobre a sua capacidade para gerir fundos do Governo:
De João Galamba, também do 5 dias,  no seu post O partido do Mantra, citando o artigo de Andrew Sullivan “A Disastrous Mayor”:

"The biggest project that Sarah Palin undertook as mayor of this small town was an indoor sports complex, where locals played hockey, soccer, and basketball, especially during the long, dark Alaskan winters.

The only catch was that the city began building roads and installing utilities for the project before it had unchallenged title to the land. The misstep led to years of litigation and at least $1.3 million in extra costs for a small municipality with a small budget. What was to be Ms. Palin's legacy has turned into a financial mess that continues to plague Wasilla...

"I guess a small-town mayor is sort of like a community organizer, except that you have actual responsibilities," Ms. Palin said Wednesday in her acceptance speech at the Republican convention. Litigation resulting from the dispute over Ms. Palin's sports-complex project is still in the courts, with the land's former owner seeking hundreds of thousands of additional dollars from the city.

When Palin took over Wasilla, the town had no long-term debt. By the time she was done, debt service had increased by 69 percent, the town had close to $19 million in long-term debt, making the debt around $3000 per capita. And the McCain campaign is asking us - seriously - to consider her a fiscal conservative.

She is a Bush-Cheney fiscal conservative: low taxes, unprecedented new spending, utter incompetence, endemic cronyism and massive debt."


Sobre a sua capacidade como Governadora:
De uma sua adversária política de longos anos em Wasilla, que a conhece muito bem, Lyda Green, que é a presidente republicana do senado do Estado do Alasca, pode ler-se:
"She's not prepared to be governor. How can she be prepared to be vice president or president? Look at what she's done to this state. What would she do to the nation?"

 

Sobre a forma como mistura Estado e religião / teorias criacionistas:

Do artigo de Andrew Sullivan Religion Is Politics:

"... and politics is religion. With Sarah Palin, America has taken one very large leap toward a completely theocratic politics. For Palin, as for Rick Warren, there can be no distinction between politics and religion: all politics is subject to religious guidance and that guidance is to obey the literal truth of everything in the Bible…

Everything in her worldview must be according to God's plan, and God's plan is revealed without any ambiguity whatsoever in the literal words of the Bible, Old and New Testament. There is no detail too small, no policy too obscure, that isn't vetted through this filter. This is the fundamentalist psyche in its most extreme form: think Bush but less intellectual. Think Bush's evangelical tradition combined with speaking in tongues and a belief in the Rapture."

 

Sobre o facto de Mc Cain a ter visto uma única vez e a ter nomeado para Vice-Presidente:
Do artigo de George Palin Frum Again:

"John McCain has demonstrated with this insane decision that he is unfit to be president of the United States. This was an act of near-criminal negligence. If he can behave this recklessly and impulsively with this decision, the idea of allowing him to become president of the United States is only a smidgen less terrifying than thinking of Palin in that position.

Whatever few doubts I may once have still had about this election, they are resolved now.

Obama has to win. The alternative is unthinkable."


Sobre a sua posição acerca da homossexualidade:
Do artigo de Andrew Sullivan Log Cabin Needs To Rethink :

"Gov. Sarah Palin’s church is promoting a conference that promises to convert gays into heterosexuals through the power of prayer. "You’ll be encouraged by the power of God’s love and His desire to transform the lives of those impacted by homosexuality", according to the insert in the bulletin of the Wasilla Bible Church, where Palin has worshipped for about six years.

Palin’s conservative Christian views have energized that part of the GOP electorate, which was lukewarm to John McCain’s candidacy before he named her as his vice presidential choice. She is staunchly anti-abortion, even in cases of rape and incest, and opposes gay marriage and spousal rights for gay couples. Focus on the Family, a national Christian fundamentalist organization, is conducting the "Love Won Out" Conference in Anchorage, about 30 miles from Wasilla." 

Buraco tapado por Cosmopolita às 15:01
Link do post | Tapa também
Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

Quer ganhar 250 000 Euros em seis níveis?

Então vá ao novo programa da Teresa Guilherme. Por foder o seu casamento e pôr em causa o amor pelos seus filhos perante milhares de pobres de espírito sanguinários ganha 1.000 Euros e passa o primeiro nível. Eina, parabéns!

Por evidenciar a sua falta de lealdade para com os seus amigos íntimos, fazer a sua mulher passar pela maior cornuda no território português, até porque admitiu que já pagou para ter sexo este ano, ganha 5.000 Euros e passa ao terceiro nível. Pelo ar aliviado que faz quando a maquineta diz que é verdade a atrocidade que acabou de proferir deduz-se que nem lhe está a custar muito, certo? Certo. Decide continuar.

Agora calma, respire, porque como acha que ainda não se humilhou o suficiente na televisão a Teresa tem novas perguntinhas giras para si.

Nesta nova fase do jogo trata-se de assumir alto e em bom som a sua misoginia aguda perante colegas de trabalho e aqui você tenta "uma explicação"... Mas não vale a pena, a sério, concentre-se lá no dinheirinho.

O risco de viver rodeado de gente com muita vontade de se vingar de si depois disto aparentemente não o preocupa e por isso admite que é uma chatice aturar os seus filhos e a sua mulher. Deixe lá, depois vai ter muito dinheirinho para pagar por companhia, verdade? Eia, que bom! 

Mas espere! Ainda tem um amigo que o salvou de admitir que desde que está casado já deu mais de quinze escapadelas! Pronto, está bem, nós fingimos que não percebemos que você é um putanheiro.

Em troca tem de admitir que é desonesto noutras frentes, mas o que é isso para si?! A verdade é que já tem 10.000 Euros! É de homem!

Mas agora a parada sobe: trata-se de admitir que a sua mulher pode ter SIDA por sua causa e o que é que você faz? (pausa para vomitar) Admite que não usa preservativo com as suas amantes... Arghh...

No entanto, você agora parece começar a desesperar e embarca numa atitude patética de afirmar que o seu casamento tem futuro. O computador tem pena de si e diz que é verdade. Que sorte, hã?!

Próxima fase: o seu irmão tem cara de bronco, mas era escusado realçar isso com o seu discurso de macho dominante. Você também é um grandessíssimo bronco, mas vai ganhar 25.000 Euros. Chora lágrimas de crocodilo e dá um abraço ao anormal, eerrr, quer dizer, ao seu querido irmão e fica tudo em família.

Já conseguiu dizer alarvidades que cheguem, quer dizer, verdades que cheguem, e acima de tudo, já conseguiu amealhar a quantia que comprará a sua vida junto dos agiotas a quem deve dinheiro, portanto desiste. A Teresa Guilherme fica toda contente a asseverar-lhe que a verdade compensa e é verdade: compensa-a muito a ela. Fim. Mais um belo momento de televisão.

Buraco tapado por Citadina às 23:41
Link do post | Tapa também | Ver comentários (10)

Decisions, decisions

Tenho de me decidir de uma vez por todas se vou virgem ou não para o concerto da Madonna. Por um lado irrita-me um bocado que adolescentes histéricas ousem olhar-me com ar de nojo por eu não saber de cor as letras todas, nem quem é o não sei quantos timberland. Por outro, e visto que em breve vou ingressar num curso de ioga, perdão, Yôga, para principiantes, estou tentada a considerar a hipótese de existir uma razão metafísica para eu andar há dois meses a tentar comprar o último CD dela e até agora não me ter sequer conseguido aproximar de uma discoteca.

Se calhar vou morrer durante o concerto e é por isso que não vale a pena a despesa. Ou então, não conhecendo uma única composição do alinhamento Pegajoso e Doce, à excepção, talvez, de Borderline, vou poder apreciá-lo como ninguém. Se calhar vou-me chatear de morte e andar à porrada com um janado de Canal Caveira que me tente surripiar uma nota de vinte do bolso de trás. Se calhar a minha mulher vai começar por descompor o grupo de Canal Caveira e a meio do concerto já serão amigos para sempre e o tal janado estará com ela às cavalitas a pular como um doido.

Enfim, não sei. Se compre, se não compre, se ouça, se não ouça.

Buraco tapado por Citadina às 12:29
Link do post | Tapa também | Ver comentários (10)
Segunda-feira, 8 de Setembro de 2008

Apologia do egoísmo

Eu teria dito logo "apologia do mau carácter", isto segundo a ordem de valores católica apostólica romana mas depois reconsiderei porque este texto trata precisamente de fugir aos juízos de valor.

Eu pergunto: devemos ser bons porquê? E principalmente, devemos ser bons de acordo com a avaliação de quem? O que é que há de bom nisso, a não ser para aqueles para quem somos bons?

A recompensa divina? A evolução pessoal? Olhe que não, car@ leitor@, olhe que não. Na verdade, o prémio da sabedoria só se concretiza se formos suficientemente inteligentes para não cair na esparrela de dar a outra face. Se a oferecermos, é porque não aprendemos nada com a primeira chapada.

A falácia é a seguinte: quando nos incitam a sermos bons, o que na verdade querem é que sejamos bons para eles. Para eles. Se daí advier algo de positivo para nós, tanto melhor. Se não, paciência.

Os exemplos começam antes mesmo de se aprender a andar na posição erecta. Se uma criança faz uma birra porque não gosta da sopa, os pais incitam-na a ser boazinha e a comer a sopa toda, mas para quem é que isso é bom na verdade? Exacto, para os pais. Para os pais se sentirem de consciência tranquila em relação à quantidade de ferro e fibras que a criança ingere, para se sentirem bem consigo próprios na qualidade de "bons" pais. Por outro lado, a manobra de incutir na criança a ideia que fazer birras é ser mau e não fazer birras é ser bom menino / boa menina constitui uma óbvia contribuição para o bem estar, livre de mialgias, dos pais. E para a criança, será bom? Será mesmo bom obrigá-la a comer aquela papa asquerosa e ainda por cima reprimir os seus sentimentos e minar a sua auto-estima com culpabilizações de valor?

Outro exemplo: Porque é que a empatia se estabelece num encontro fortuito? É muito simples: porque alguém disse algo que gostámos de ouvir e assim se estabeleceu uma preferência decorrente da identificação com o outro, identificação essa que é potencialmente boa para o nosso ego, porquanto valida a nossa filosofia de vida e a nossa auto-estima, sem no entanto dizer praticamente nada sobre a suposta "bondade" do outro. Na verdade, o mais comum é dizermos sobre alguém que nos contestou/confrontou: "este gajo/a é um/a anormal/idiota/paspalho, palhaço/... (inserir insulto ou desdém que melhor vos aprouver), ou  pelo contrário "que ser fantástico/maravilhoso/impecável/inteligente" sobre alguém que corroborou sistemáticamente as nossas teorias/posições.

Resumindo: a prática do bem em prol dos outros traduz-se, regra geral, numa manobra de auto-valorização - se esse bem for validado pelo reconhecimento - ou num penoso desperdício de energia - se não for.

Assim, o egoísmo como atitude anti-hipócrita de fazer o bem assumidamente por nós próprios consiste na fórmula inata mais eficaz de bem estar pessoal e não impede que o indivíduo seja solidário e tenha princípios éticos. Apenas evita que seja um totó errando pela vida com achaques de pundonor.

 

Agora, @ leitor@ pode cair na tentação de achar que, por ler este texto, já sabe algo sobre mim. Desengane-se. Eu não sou egoísta. Eu escrevi isto por me acontecer amiúde simpatizar com grandes putas dissimuladas e cabrões contestatários.

Buraco tapado por Citadina às 14:53
Link do post | Tapa também | Ver comentários (10)
Sexta-feira, 5 de Setembro de 2008

Ena ganda maluca!

Sarah Palin, candidata à Vice-Presidência dos EUA pelo Partido Republicano, afirma que a guerra no Iraque, a construção de um gasoduto no Alasca e as alterações climáticas são a vontade de Deus e que Deus é que os planeou. E ela está aqui para Lhe fazer a vontade.

É ver para crer, no vídeo aqui em baixo.

 

 

Buraco tapado por Cosmopolita às 14:33
Link do post | Tapa também | Ver comentários (9)
Quinta-feira, 4 de Setembro de 2008

Pelas ruas do mundo #3

"Pelas ruas do mundo" é uma série que comecei no ínicio do blog com o objectivo de publicar fotos curiosas captadas em viagem.

Nunca mais lhe dei continuidade, mas hoje é um dia tão bom como outro qualquer para o fazer.

 

Há um artista informal nas Terras do Grande Lago que faz cata-ventos / rosas-dos-ventos à base de sucata, brinquedos em desuso e outras velharias. Este é o resultado (clique na imagem para aumentar):

 


Autoria da foto: Cosmopolita

Póvoa de S. Miguel, Moura, Agosto 2008

Buraco tapado por Citadina às 15:35
Link do post | Tapa também | Ver comentários (3)
Terça-feira, 2 de Setembro de 2008

Parabéns ao meu Bluebird!

 

Faz hoje 18 anos que nasceste, meu filho, já és um adulto com todas as responsabilidades e direitos inerentes.

Dei-te um nome que evoca em mim os vales solarengos dos Cárpatos no Verão, cheios de relva e flores selvagens, frutos silvestres, abelhas, pássaros e riachos a correr. Daí, por vias indirectas, veio o nome Bluebird.

Vieste quando já não te esperava, embora te tivesse sonhado muitas vezes. Parece-me que ainda foi ontem, não me dei conta de o tempo passar. Passeávamos juntos à beira-mar, tu no teu carrinho, a deitar fora todos os chapéus cada vez que me apanhavas distraída. Ou a vir comer-me à mão o ovo cozido, o tomate ou fruta que levava para a praia. E a gatinhar mar adentro sem nenhum receio deste, com a mana a fazer também de tua mãezinha. Lembras-te? Claro que não, eras tão pequenino!

És tão sensato desde pequeno, tão introvertido no que te diz respeito e ao mesmo tempo tão capaz de fazer rir todos.

Adoro-te! Muitos parabéns por teres nascido.

Buraco tapado por Cosmopolita às 18:36
Link do post | Tapa também | Ver comentários (5)

Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
25
26
27

Posts por autora

Pesquisa no blog

Subscrever feeds

Outras ruas

Arquivo

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Tags

a vida dos outros(31)

açores e madeira(7)

ambiente e oceanos(21)

aniversários(19)

artes(6)

autarquias(12)

auto-recriações(24)

autores(7)

bem-estar(11)

blogs(73)

capitalismo(8)

catástrofes(4)

charlatonices(2)

cidadania(14)

ciências(3)

cinema(18)

citações(38)

clima(7)

condomínio(2)

curiosidades(26)

democracia(32)

desemprego(13)

desporto(22)

dilectos comentadores(5)

direitos humanos(11)

direitos liberdades e garantias(39)

e-mail e internet(6)

economia(27)

educação(8)

eleições(14)

emigração(5)

empresas(3)

estados de espírito(60)

europa(2)

eventos(33)

excertos da memória(24)

fascismo(9)

férias(25)

festividades(29)

fotografia(12)

gatos(10)

gestão do blog(15)

gourmet(3)

grandes tentações(11)

hipocrisia(3)

homens(6)

homofobia(17)

humanidade(8)

humor(24)

igualdade(20)

impostos(5)

infância(7)

insónia(6)

int(r)agável(25)

intimismos(38)

ivg(17)

justiça(17)

legislação(17)

lgbt(71)

liberdade de expressão(13)

língua portuguesa(7)

lisboa(27)

livros e literatura(21)

machismo(3)

mau gosto(8)

media(3)

mulheres(17)

música(35)

noite(5)

notícias(22)

óbitos(5)

países estrangeiros(19)

personalidades(9)

pesadelos(5)

petróleo(4)

poesia(9)

política(86)

política internacional(30)

por qué no te callas?(9)

portugal(31)

publicações(6)

publicidade(9)

quizes(8)

redes sociais virtuais(9)

reflexões(58)

religião(19)

saúde(6)

ser-se humano(15)

sexualidade(9)

sinais dos tempos(8)

sociedade(45)

sonhos(6)

televisão(23)

terrorismo(4)

trabalho(20)

transportes(7)

viagens(19)

vícios(13)

vida conjugal(17)

violência(4)

todas as tags

Contadores

Quem nos cita