Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

Para mais tarde recordar

Há muitos dias que me apetece escrever aqui alguma coisa sobre o que se passa na Grécia, mas as palavras parecem-me sempre, de alguma forma, vãs.
Mas não. Por muito repetidas que sejam, são importantes para reforçar a mensagem. Uma mensagem de choque e incredulidade, de revolta e dor.
Há dois anos, era Portugal que estava nas páginas dos jornais e noticiários televisivos de todo o mundo por causa dos fogos. Agora a Grécia retoma a notícia de catástrofe numa dimensão de horror inexprimível. E, como em Portugal, há a forte suspeita de acção criminosa na propagação das chamas.
É importante não deixar cair no esquecimento (e daí o título do post) imagens como esta, tirada a partir de um satélite no espaço - para não expor as mais chocantes - , que é suficientemente ilustrativa da calamidade que se pode abater sobre um país e um povo se não se adoptarem medidas políticas preventivas sérias e corajosas que evitem até à exaustão do possível estes acontecimentos dramáticos e de consequências desastrosas não só para as vítimas directas, como para todo um planeta.
Buraco tapado por Citadina às 14:22
Link do post | Tapa também
2 comentários:
De Nnanna a 3 de Setembro de 2007 às 12:13
Querida Citadina. Obrigadinha pela tua levemente irónica chamada de atenção… eh eh. Comecei, enfim, o diário de viagem, lentamente lentamente, porque quando me ponho a escrever, prestes me refastelo nas recordações e depois lá vai o meu cor e para luntane luntane …

Quanto às charadas dos outros visitantes… eu sei que até gostas de enigmas e não te passe pela cabeça que alguma vez te bloquearia fosse pelo que fosse. Sinceramente, fico ansiosa por que comeces a mostrar o que escreves sobre linhas em branco e excessos de melancolia…:)

Quanto ao teu post, por triste coincidência, encontrei o mesmo panorama em Itália. Ainda antes de partir, ardiam áreas imensas na Sicília. Quando lá cheguei, eram os bosques da Campania (onde eu estava) e os pinhais na Sardenha, junto às suas praias soberbas, onde a despreocupação depressa se transformou em pânico. As notícias indiciavam sempre mão criminosa. Máfias sempre cada vez mais poderosas e prenhes de interesses imobiliários, e um Estado cada vez mais impotente. Ou indiferente ?

Beijos. Bom fim de semana!
De candida a 4 de Setembro de 2007 às 16:50
o Estado precisa de Viagra :)

Comentar post

Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
25
26
27

Posts por autora

Pesquisa no blog

Subscrever feeds

Outras ruas

Arquivo

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Tags

a vida dos outros(31)

açores e madeira(7)

ambiente e oceanos(21)

aniversários(19)

artes(6)

autarquias(12)

auto-recriações(24)

autores(7)

bem-estar(11)

blogs(73)

capitalismo(8)

catástrofes(4)

charlatonices(2)

cidadania(14)

ciências(3)

cinema(18)

citações(38)

clima(7)

condomínio(2)

curiosidades(26)

democracia(32)

desemprego(13)

desporto(22)

dilectos comentadores(5)

direitos humanos(11)

direitos liberdades e garantias(39)

e-mail e internet(6)

economia(27)

educação(8)

eleições(14)

emigração(5)

empresas(3)

estados de espírito(60)

europa(2)

eventos(33)

excertos da memória(24)

fascismo(9)

férias(25)

festividades(29)

fotografia(12)

gatos(10)

gestão do blog(15)

gourmet(3)

grandes tentações(11)

hipocrisia(3)

homens(6)

homofobia(17)

humanidade(8)

humor(24)

igualdade(20)

impostos(5)

infância(7)

insónia(6)

int(r)agável(25)

intimismos(38)

ivg(17)

justiça(17)

legislação(17)

lgbt(71)

liberdade de expressão(13)

língua portuguesa(7)

lisboa(27)

livros e literatura(21)

machismo(3)

mau gosto(8)

media(3)

mulheres(17)

música(35)

noite(5)

notícias(22)

óbitos(5)

países estrangeiros(19)

personalidades(9)

pesadelos(5)

petróleo(4)

poesia(9)

política(86)

política internacional(30)

por qué no te callas?(9)

portugal(31)

publicações(6)

publicidade(9)

quizes(8)

redes sociais virtuais(9)

reflexões(58)

religião(19)

saúde(6)

ser-se humano(15)

sexualidade(9)

sinais dos tempos(8)

sociedade(45)

sonhos(6)

televisão(23)

terrorismo(4)

trabalho(20)

transportes(7)

viagens(19)

vícios(13)

vida conjugal(17)

violência(4)

todas as tags

Quem nos cita