Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2008

O melhor pescado de sempre (com rede de malha larga)

Lamentamos, mas aqui não há balanços. Como creio que já ficou claro, este é um blog sem linha editorial nem agenda política, sem as pressões das grandes audiências nem aspirações jornalísticas, sem "contactos" nem "conhecimentos", sem cunhas nem favores. Na verdade, este blog é um mero bloco de notas rabiscado por duas pessoas que se entendem ao ponto de conseguir partilhar harmoniosamente um objecto tão pessoal.

Em vez de balanços formais / triviais / clássicos, ocorreu-me (re)publicar aqui textos, excertos, frases, ou outras formas de expressão que fui pescando na blogosfera ao longo de já vários anos de frequência assídua. Ou seja, a haver balanço, é um balanço blogosférico, um balanço de eleição pessoal e intransmissível, subjectivo tanto quanto obriga a ignorância decorrente de não conseguir ler tudo o que, por ventura, há para ler.

E começa com uma "Mínima"® do Bandeira, que pesquei num dos meus recorrentes momentos de desprezo pelos auto-proclamados guardiões da moral e dos bons costumes, decerto por vir a propósito:

"Ética é sobre o que devemos fazer. Moral é sobre o que não devemos fazer."

Parece simples e evidente, mas é brilhante e sofisticada, esta.
Mais virão.

Buraco tapado por Citadina às 16:53
Link do post | Tapa também
2 comentários:
De Duca a 4 de Janeiro de 2008 às 10:55
Pois parece simples e evidente. No entanto, é brilhante e sofisticada exactamente porque os guardiões da moral e dos bons costumes, que nunca esquecem a missinha de Domingo, a apregoam aos quatro ventos. Contudo, é nos seus actos que lhes reconhecemos a hipocrisia. Enfim, são os vícios privados e as públicas virtudes.

Beijo
De Citadina a 7 de Janeiro de 2008 às 17:03
Os auto-proclamados guardiões da moral e dos bons costumes são nada mais, nada menos que castradores em potência, actividade com a qual tentam compensar as suas frustrações e limitações.
"Faz o que eu digo, não faças o que eu faço."

Beijo

Comentar post

Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
25
26
27

Posts por autora

Pesquisa no blog

Subscrever feeds

Outras ruas

Arquivo

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Tags

a vida dos outros(31)

açores e madeira(7)

ambiente e oceanos(21)

aniversários(19)

artes(6)

autarquias(12)

auto-recriações(24)

autores(7)

bem-estar(11)

blogs(73)

capitalismo(8)

catástrofes(4)

charlatonices(2)

cidadania(14)

ciências(3)

cinema(18)

citações(38)

clima(7)

condomínio(2)

curiosidades(26)

democracia(32)

desemprego(13)

desporto(22)

dilectos comentadores(5)

direitos humanos(11)

direitos liberdades e garantias(39)

e-mail e internet(6)

economia(27)

educação(8)

eleições(14)

emigração(5)

empresas(3)

estados de espírito(60)

europa(2)

eventos(33)

excertos da memória(24)

fascismo(9)

férias(25)

festividades(29)

fotografia(12)

gatos(10)

gestão do blog(15)

gourmet(3)

grandes tentações(11)

hipocrisia(3)

homens(6)

homofobia(17)

humanidade(8)

humor(24)

igualdade(20)

impostos(5)

infância(7)

insónia(6)

int(r)agável(25)

intimismos(38)

ivg(17)

justiça(17)

legislação(17)

lgbt(71)

liberdade de expressão(13)

língua portuguesa(7)

lisboa(27)

livros e literatura(21)

machismo(3)

mau gosto(8)

media(3)

mulheres(17)

música(35)

noite(5)

notícias(22)

óbitos(5)

países estrangeiros(19)

personalidades(9)

pesadelos(5)

petróleo(4)

poesia(9)

política(86)

política internacional(30)

por qué no te callas?(9)

portugal(31)

publicações(6)

publicidade(9)

quizes(8)

redes sociais virtuais(9)

reflexões(58)

religião(19)

saúde(6)

ser-se humano(15)

sexualidade(9)

sinais dos tempos(8)

sociedade(45)

sonhos(6)

televisão(23)

terrorismo(4)

trabalho(20)

transportes(7)

viagens(19)

vícios(13)

vida conjugal(17)

violência(4)

todas as tags

Quem nos cita