Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

Só mais uma segunda-feira

Para evitar perder os sentidos vou-me tentando concentrar em qualquer coisa como escrever aleatoriamente o que me vier à cabeça. Estou quase a asfixiar, mas insistem na infalibilidade deste método obscurantista que consiste em deixar de respirar para parar os soluços.
Sinto o meu colega a olhar para mim de lado - não é por mal, é a perspectiva que lhe é dada - tentando perceber se a coloração roxa no meu rosto e os olhos esbugalhados a fixarem com demência o monitor estarão de algum modo relacionados com os barulhinhos agudos que vou soltando sem razão aparente.
Conclui que sim, descansando a sua racionalidade por um lado mas não deixando de se sentir inquieto por outro, dada a imprevisibilidade dos comportamentos humanos à beira da morte.

São quase cinco da tarde e finalmente anunciam que o prédio tem todas as inundações controladas. Os meus pés ainda estão gelados, mas as meias parecem finalmente estar secas. Já raramente se ouvem sirenes dos bombeiros na rua.
Um dia excepcionalmente agradável, este.

Buraco tapado por Citadina às 16:39
Link do post | Tapa também
1 comentário:
De -pirata-vermelho- a 18 de Fevereiro de 2008 às 18:44
Cuidado!
A continuar assim vai ficar normal, igual a tod'a gente ou mesmo muintagira o que seria o fim da sua esperança d'originalidades.

Comentar post

Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
25
26
27

Posts por autora

Pesquisa no blog

Subscrever feeds

Outras ruas

Arquivo

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Tags

a vida dos outros(31)

açores e madeira(7)

ambiente e oceanos(21)

aniversários(19)

artes(6)

autarquias(12)

auto-recriações(24)

autores(7)

bem-estar(11)

blogs(73)

capitalismo(8)

catástrofes(4)

charlatonices(2)

cidadania(14)

ciências(3)

cinema(18)

citações(38)

clima(7)

condomínio(2)

curiosidades(26)

democracia(32)

desemprego(13)

desporto(22)

dilectos comentadores(5)

direitos humanos(11)

direitos liberdades e garantias(39)

e-mail e internet(6)

economia(27)

educação(8)

eleições(14)

emigração(5)

empresas(3)

estados de espírito(60)

europa(2)

eventos(33)

excertos da memória(24)

fascismo(9)

férias(25)

festividades(29)

fotografia(12)

gatos(10)

gestão do blog(15)

gourmet(3)

grandes tentações(11)

hipocrisia(3)

homens(6)

homofobia(17)

humanidade(8)

humor(24)

igualdade(20)

impostos(5)

infância(7)

insónia(6)

int(r)agável(25)

intimismos(38)

ivg(17)

justiça(17)

legislação(17)

lgbt(71)

liberdade de expressão(13)

língua portuguesa(7)

lisboa(27)

livros e literatura(21)

machismo(3)

mau gosto(8)

media(3)

mulheres(17)

música(35)

noite(5)

notícias(22)

óbitos(5)

países estrangeiros(19)

personalidades(9)

pesadelos(5)

petróleo(4)

poesia(9)

política(86)

política internacional(30)

por qué no te callas?(9)

portugal(31)

publicações(6)

publicidade(9)

quizes(8)

redes sociais virtuais(9)

reflexões(58)

religião(19)

saúde(6)

ser-se humano(15)

sexualidade(9)

sinais dos tempos(8)

sociedade(45)

sonhos(6)

televisão(23)

terrorismo(4)

trabalho(20)

transportes(7)

viagens(19)

vícios(13)

vida conjugal(17)

violência(4)

todas as tags

Quem nos cita