Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2010

Um car(r)inho

Automático. Sem os malditos pontos de embraiagem que me obrigaram um dia, quando a luz de um semáforo ficou verde, com o carro detrás quase encostado ao meu pára-choques e toda a gente a buzinar desalmadamente, a sair do lugar do condutor, e desesperada pedir à perplexa Citadina "Conduz tu, por favor!"

 

 

 

Buraco tapado por Cosmopolita às 20:19
Link do post | Tapa também | Ver comentários (8)
Sexta-feira, 9 de Julho de 2010

Trânsito e questões de ordem civilizacional

 

Leio regularmente o blogue do Eduardo. Não só porque sou amiga dele há muitos anos, mas também porque, independentemente da divergência de opiniões que possa haver por vezes entre nós, o acho interessante, factual, equilibrado e muito agradável. Eu, que sou viciada em transportes públicos, por razões económicas, sociais, de logística, de saúde, de ordem ambiental e outras, achei as questões que coloca neste seu post fundamentais.

 

Qual será o futuro das grandes urbes quando uma boa parte da população decidir, e tiver meios para isso, preterir os transportes públicos e optar por automóvel próprio? Qual será o impacto a nível ambiental através da emissão de CO2 e outros gases, a nível da possibilidade, eficácia e rapidez de circulação de pessoas e bens, de reflexo na saúde pública por aumento da poluição e dos níveis de stress e agressividade das pessoas, na economia a nível do consumo de combustíveis e necessidade de permanente construção de estradas, pontes, parques de estacionamento, silos de automóveis, etc.?

 

Há muito que acho que os países, os governos, as autarquias, as polícias e todas as entidades relacionadas com o trânsito, a nível mundial, se deveriam reunir e encontrar soluções comuns e eficazes para a solução desta "dor de cabeça", como dizem num certo país africano, onde eu, a pé, fazia em 15 minutos o mesmo percurso que um automóvel levava 50 minutos a fazer.

 

Ganhávamos todos em todo o mundo. É só olhar à nossa volta e fazer as contas.

Buraco tapado por Cosmopolita às 13:32
Link do post | Tapa também | Ver comentários (3)
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

É tão giro andar de Metro #2

 

 

O nazi e a mulata: nitidamente enamorados, chamam a atenção por serem os dois muito bonitos, mas sobretudo por formarem um par historicamente inverosímil. É certo que esses tempos já não são, felizmente, mas os estereótipos fixam-se na memória como carraças.

Lá vão eles, na mesma carruagem que eu, todos os fins de tarde. Ele alto e magro, chocantemente mal-educado. Quando se senta - sempre antes dela - esparrama as pernas longas pelo espaço das pernas dos outros sem pudor, licença ou incómodo. Antes com visível desprezo no olhar, quase ameaçador. Ela fica de pé, a fazer-lhe festinhas na cabeça, à espera do próximo assento vago. Ele abandona-se a esse carinho e mergulha numa espécie de torpor de onde emerge de vez em quando para a vigiar, especialmente quando se apercebe que ela está a mexer no telemóvel. Aproveita e distribui um olhar assassino por quem está à volta.

Fisicamente ele é o Ralph Fiennes no seu mais belo, só que ainda mais belo. Os mesmos olhos terríveis e gélidos da Lista de Schindler. Iguais, juro, se os vissem, reconheciam-nos logo.

Ela é doce e quente e tem a tristeza (ou será cansaço?) estampada no olhar.

Quanto se poderá aferir da personalidade de alguém só de a observar?

Buraco tapado por Citadina às 18:59
Link do post | Tapa também | Ver comentários (1)
Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

O Azinhaga convida

É sempre bom quando alguém se oferece para acabar com a nossa miséria, neste caso concreto, a nossa falta de tempo em geral e inspiração em particular.

Foi nesse contexto que o Azinhaga da Cidade convidou o seu estimado leitor e assíduo comentador que se assina como Pirata Vermelho a escrever um post e o resultado é este: (palminhas!)

 

Quanto custa esta linha azul, para Alfa-pendular,

com a via completamente nova

a permitir velocidades superiores a 200kmh?

 

 

Muita gente pensa que o lançamento de uma linha Faro-Valença do Minho é inviável por ser muito cara, mas uma linha nova para comboios Alfa-Pendular, de Faro a Valença, importaria em cerca de 650 Milhões de Euros. Então, vejamos,
1
se o TGV é tanto mais rentável quanto maior for a distância e quanto menor for o número de paragens, percebe-se assim e desde já que o TGV seria dificilmente rentável na curta e muito segmentada viagem Lisboa-Porto;
2
sendo Portugal um país pequeno, estreito e curto, onde nada garante uma taxa de ocupação padrão de 80% para troços menores ou iguais a 300km, também por isso a rentabilidade se apresenta duvidosa.

Portanto, sabendo que o custo estimado (fora as derrapagens habituais a que ninguem se opõe mas que eu ajudo a pagar) do projecto TGV é de 3800 M € tudo indica que se deveria lançar uma linha Alfa-Pendular, Faro-Valença do Minho, em vez do exótico e muito caro TGV Lisboa-Porto, uma vez que
1
o custo de lançamento de uma linha nova para pendular é de 1Milhão €uros/km, o que importa em cerca de 650M €,
2
a CP tem mais de dez comboios pendulares que, ao valor actual de cerca de 18M€ cada, permitiria duplicar o numero de composições por um custo de 180M€,
3
o que SOMA - linha nova e vinte e tal comboios pendulares em operação - 830 Milhões de Euros.

Acrescentando 15% para desvios de estimativa, ficaria tudo em menos de 1050M €
ie.
cerca de 3 a 4 vezes menos que o descabido TGV e garantindo velocidades de mais de 200 Kms/h, o que, nas "distâncias portuguesas", seria suficiente para as típicas deslocações profissionais ou de outra natureza.

TGV?
Sim, sim.
Se for o prolongamento de uma das longas linhas europeias de Madrid até cá...

nós contribuimos com faixa de território e parte dos custos entre Elvas e Lisboa.

 


Se podemos viajar neste óptimo comboio entre Faro e Braga

 

(neste óptimo ambiente):
     

  


porque haveriamos de usar isto para ir de Lisboa ao Porto?

 

(ganhando apenas 20-30% de tempo e em cabines destas):

 

  

 


Com um custo 3 a 4 vezes menor é possível estender uma linha nova de Faro a Valença do Minho e com o dobro do número de composições agora existentes, de modo a garantir horários e a aumentar a frequência.

JÁ EXISTE LINHA ENTRE FARO E BRAGA
mas

 

 


uma linha para Alfa-Pendular completamente nova, entre Faro e Valença do Minho e mais dez comboios Alfa de última geração, a juntar aos já existentes, custa três a quatro vezes menos que o desmesurado 'Projecto TGV' Lisboa-Porto que, além de muito caro, é de rentabilidade incerta devido ao elevado número de paragens,  à imprevisível taxa de ocupação e ao traçado crítico da via.

 

Buraco tapado por Citadina às 16:29
Link do post | Tapa também | Ver comentários (4)
Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008

Sugestão de fim de semana

(Clicando na imagem pode acrescentar o seu à lista de nomes para protestar junto do Governo.)

Buraco tapado por Citadina às 14:49
Link do post | Tapa também
Quinta-feira, 5 de Junho de 2008

É tão giro andar de Metro #1

Uma proletária urbana, sentada à minha frente, não gostou de um dos meus acessos de  expontaneidade infantil e, perdendo a paciência, interpelou-me da seguinte forma:

"Ouça lá, mas de é que se está para aí a rir?!"

"Não posso dizer."

"Ai, ai, se a parvoíce pagasse imposto!..."

"Ouça, não vale a pena insultar porque eu não me estou a rir de si, OK?"

"Ah não, então está-se a rir de quê?!"

"Só porque eu não tenho razões aparentes para estar morta de riso, isso não implica que o motivo da piada seja a senhora. Já lhe ocorreu que eu posso ser simplesmente maluca?"

"Ai isso é de certeza!"

"Pronto, e os malucos riem-se sozinhos, não é?"

"Parva!" [entredentes]

Conclusão: é muito mal visto, nos dias de hoje, rir sozinha dentro de uma carruagem de Metro (e cantar em voz alta sem estar a pedir trocos deve cair na mesma categoria).

É certo que ser maluca sempre foi mal visto, embora eu ache que a loucura está muito subvalorizada. Mas rir?...

Buraco tapado por Citadina às 12:17
Link do post | Tapa também | Ver comentários (7)
Quinta-feira, 12 de Julho de 2007

Humor (de) negro

Ao ler esta notícia o meu colega disse-me: "Está a ver Eng.ª, como há pessoas que, nunca tendo viajado ou entrado num avião, morrem num desastre aéreo?!"
 

 

Buraco tapado por Cosmopolita às 14:18
Link do post | Tapa também

Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
25
26
27

Posts por autora

Pesquisa no blog

Subscrever feeds

Outras ruas

Arquivo

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Tags

a vida dos outros(31)

açores e madeira(7)

ambiente e oceanos(21)

aniversários(19)

artes(6)

autarquias(12)

auto-recriações(24)

autores(7)

bem-estar(11)

blogs(73)

capitalismo(8)

catástrofes(4)

charlatonices(2)

cidadania(14)

ciências(3)

cinema(18)

citações(38)

clima(7)

condomínio(2)

curiosidades(26)

democracia(32)

desemprego(13)

desporto(22)

dilectos comentadores(5)

direitos humanos(11)

direitos liberdades e garantias(39)

e-mail e internet(6)

economia(27)

educação(8)

eleições(14)

emigração(5)

empresas(3)

estados de espírito(60)

europa(2)

eventos(33)

excertos da memória(24)

fascismo(9)

férias(25)

festividades(29)

fotografia(12)

gatos(10)

gestão do blog(15)

gourmet(3)

grandes tentações(11)

hipocrisia(3)

homens(6)

homofobia(17)

humanidade(8)

humor(24)

igualdade(20)

impostos(5)

infância(7)

insónia(6)

int(r)agável(25)

intimismos(38)

ivg(17)

justiça(17)

legislação(17)

lgbt(71)

liberdade de expressão(13)

língua portuguesa(7)

lisboa(27)

livros e literatura(21)

machismo(3)

mau gosto(8)

media(3)

mulheres(17)

música(35)

noite(5)

notícias(22)

óbitos(5)

países estrangeiros(19)

personalidades(9)

pesadelos(5)

petróleo(4)

poesia(9)

política(86)

política internacional(30)

por qué no te callas?(9)

portugal(31)

publicações(6)

publicidade(9)

quizes(8)

redes sociais virtuais(9)

reflexões(58)

religião(19)

saúde(6)

ser-se humano(15)

sexualidade(9)

sinais dos tempos(8)

sociedade(45)

sonhos(6)

televisão(23)

terrorismo(4)

trabalho(20)

transportes(7)

viagens(19)

vícios(13)

vida conjugal(17)

violência(4)

todas as tags

Contadores

Quem nos cita